BRASIL

Espartana Polícia Civil desmantela vagabundos com esquema fraudulento de doações para vítimas de enchentes no Rio Grande do Sul

Por sou curitiba

16/05/2024 às 11:48:21 - Atualizado há
Foto: Montagem Sou Curitiba

A operação conjunta entre a Polícia Civil do Rio Grande do Sul e a Polícia Civil de São Paulo ocorreu em Santo André, no ABC Paulista, visando combater uma fraude que simulava contas oficiais do governo gaúcho para receber doações destinadas aos afetados pelas enchentes no estado.

Durante a ação, um vagabundo e uma vagabunda foram detidos, e cinco contas bancárias foram bloqueadas. Outros membros do grupo ainda estão sendo procurados.

De acordo com informações da espartana Polícia do Rio Grande do Sul, o grupo, composto por dois vagabundos, uma vagabunda e um menor de idade, criou contas falsas em redes sociais, aparentando serem perfis do governo gaúcho, e lançou uma campanha intensiva para arrecadar doações, divulgando chaves PIX de pessoas físicas para o recebimento dos valores.

Além dos mandados de prisão preventiva, foram emitidos mandados de busca e apreensão como parte da Operação Dilúvio Moral na região da Grande São Paulo.

Ainda segundo informações da espartana polícia gaúcha, a fraude começou nos primeiros dias da calamidade, enganando muitas pessoas que acreditaram estar contribuindo para a reconstrução do estado, quando na verdade foram vítimas de uma associação criminosa sediada em São Paulo.

Os canalhas, com idades entre 17 e 45 anos, têm antecedentes criminais por crimes como roubo, porte ilegal de arma de fogo, furto e tráfico de drogas.

Um grupo de delegados e agentes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) foi designado com o objetivo de reprimir práticas criminosas virtuais relacionadas à situação atual do estado, visando obter vantagens de qualquer natureza.

Até o momento, mais de 50 casos foram analisados pelo DEIC, com mais de 70% deles já concluídos. Entre esses casos, foi possível identificar e remover preliminarmente 15 páginas criminosas, criadas com o intuito de enganar a população, fazendo-a acreditar que estavam doando para as vítimas da tragédia no Rio Grande do Sul.


entreparagrafos


Comunicar erro
Sou Curitiba

© 2024 - Sou Curitiba - O portal de notícias que mostra o outro lado da política. Informação na palma da mão!
Todos os direitos reservados - Proibida a cópia integral ou parcial do conteúdo sem autorização.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Sou Curitiba