POL√ćTICA

Governo do Amazonas diz que integrante do Comando Vermelho não tinha "legitimidade" para ir a evento. Que foi pago com dinheiro público pelo Governo Lula

Por sou curitiba

16/11/2023 às 15:56:54 - Atualizado h√°
Foto: Reprodução/Redes sociais

O Governo do Amazonas confirmou que Luciane Barbosa Farias, apontada mulher de l√≠der do Comando Vermelho amazonense, foi indicada por um órgão estadual para participar de evento no Ministério dos Direitos Humanos (MDH) no in√≠cio de novembro, mas que ainda não havia sido nomeada para o cargo.

De acordo com o governo estadual, Farias "não tinha legitimidade para ter participado do encontro como representante do colegiado".

Mais conhecida como "dama do tr√°fico amazonense", Luciane Barbosa Farias foi representante do Amazonas durante evento do MDH nos dias 6 e 7 deste m√™s, com passagens e di√°rias pagas com dinheiro p√ļblico pelo Governo Lula (PT).

O Encontro de Comit√™s e Mecanismos de Prevenção e Combate à Tortura, que reuniu mais de 70 pessoas de todo o Brasil.

Todos os participantes receberam passagens e di√°rias bancadas pelo ministério e a indicação deles foi feita por comit√™s locais, como no caso de Luciane.

Segundo o governo amazonense, a integrante do Comando Vermelho foi indicada para o comit√™ como representante da sociedade civil pelo Instituto Liberdade do Amazonas (ILA), presidido pela própria Luciane Barbosa Farias.

Para participar do evento, Farias foi indicada pela presidente interina do comit√™, Natividade de Jesus Magalhães Maia, que também é representante da sociedade civil, de acordo com a administração estadual comandada por Wilson Lima (União Brasil).




entreparagrafos






Fonte: Gazeta Brasil
Comunicar erro
Sou Curitiba

© 2023 - Sou Curitiba - Informação na palma da mão!
Todos os direitos reservados - Proibida a cópia integral ou parcial do conteúdo sem autorização.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Sou Curitiba