POL√ćTICA

Flávio Dino diz que se desmoraliza se demitir assessores que receberam mulher de líder do Comando Vermelho: "Os secretários praticaram algum crime?"

Por sou curitiba

17/11/2023 às 11:54:46 - Atualizado h√°
Foto: Reprodução/TV Câmara

Na quinta-feira (16/11), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Fl√°vio Dino (PSB), afirmou que não ir√° demitir os secret√°rios do ministério que realizaram audi√™ncias com a mulher do líder do Comando Vermelho (CV) na sede da pasta.

De acordo com o ministro, uma demissão dos seus subordinados ocasionaria uma desmoralização na sua própria imagem. As declarações foram feitas em uma agenda no Cear√°.

"Os secret√°rios que receberam praticaram algum ato ilegal? Os secret√°rios praticaram algum crime? Beneficiaram supostamente o Comando Vermelho em qu√™? É preciso ter um pouco de responsabilidade e de seriedade", disse o ministro de Lula.

"Eu tenho o comando da minha equipe, confio na minha equipe e eu não demito secret√°rio de modo injusto. Se eu fizesse isso, quem iria ser desmoralizado não ia ser o secret√°rio, era eu", afirmou o ministro da Justiça.

O Ministério da Justiça de Dino deu andamento a pedidos da ONG Instituto Liberdade do Amazonas (ILA), entidade que recebeu dinheiro do CV.

Dino afirmou ainda que os ataques que vem recebendo por conta do caso são um "desespero" de opositores.

"Obviamente é um desespero político de quem est√° insatisfeito com o combate ao crime organizado que nós estamos fazendo", disse o ministro.




entreparagrafos






Fonte: Gazeta Brasil
Comunicar erro
Sou Curitiba

© 2023 - Sou Curitiba - Informação na palma da mão!
Todos os direitos reservados - Proibida a cópia integral ou parcial do conteúdo sem autorização.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Sou Curitiba